História da Trufa

Trufa de chocolate é um tipo de doce feito com chocolate, onde é colocado um recheio feito geralmente de chocolate, creme de leite e conhaque, junto com mais algum recheio, como noz, avelã, gotas de licor ou frutas cítricas. É coberto por chocolate e opcionalmente envolta no cacau em pó.
Recebeu este nome em analogia a trufa, um cogumelo subterrâneo que é consumido há mais de três mil anos, devido ao seu tamanho, cor e pelo fato de que ao ser recolhido vir envolto em terra, assim como a trufa de chocolate é envolta em cacau em pó.
Consideradas o ouro negro da chocolateria que são produzidas artesanalmente. Recebeu este nome em analogia a esta iguaria nobre e de sabor refinado.
Diz-se que tiveram origem em um erro do Chef Patissier da corte austríaca, no fim do século XIX. Preparando uma das sobremesas para o banquete em honra de um príncipe russo, uma falha fez com que ele inventasse a trufa de chocolate. Ante o enorme sucesso das trufas entre os ilustres convidados, o Chef Patissier tentou, por vários dias, repetir o erro, até conseguir refazer aquelas jóias de chocolate. Desde então, nada as supera dentre os bombons mais sofisticados do mundo.
As primeiras trufas de chocolate eram produzidas de uma massa a partir de chocolate nobre, creme de leite, glucose e conhaque, e depois eram banhadas em cacau em pó, parecidas, realmente, com a verdadeira trufa tirada da terra.
Apesar de delicioso, a durabilidade dessa trufa era muito pequena, então, iniciou-se a tradição de banhar em chocolate e a sua durabilidade passou de um para aproximadamente vinte dias. Depois começaram a ser feitas nas formas de bombons (PVC), que hoje são nossos famosos bombons trufados, que além do tradicional, podemos variar o sabor, desde os mais requintados como damasco e nozes até os mais comuns como maracujá e limão, sem perder o valor da tradição.
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: